segunda-feira, 2 de julho de 2007

_ contar ou não contar?

Hoje vim trabalhar pensando 'porque raios tenho medo de contar pra todo mundo que estou esperando um nenêm'? As pessoas mais importantes da minha vida que são a minha família já sabem e me apoiam e cuidam de mim. Então, pra que temer as outras reações?

Eu digo o porque:
- Porque algumas pessoas radicais podem culpar indiretamente meus pais. E eu acho isso a maior injustiça do universo, porque meus pais são as pessoas mais incríveis que eu conheço, eles ensinam as pessoas a cuidarem melhor de suas vidas e almas, e me educaram muito bem. Mas eu sou livre, faço minhas escolhas, arco com as consequências delas e não fico me culpando por isso, sou livre também de me culpar. E também de culpar os outros pelos meus problemas, como ensina a psicologia. Meus pais me ensinaram que o amor prevalece sobre tudo, eles praticam isso, e é nisso que eu acredito.

- Porque as pessoas estabelecem certos padrões e regras para a vida, e têm preconceitos contra quem é feliz sem seguir as regras.
A vida acontece, ela simplesmente acontece. E uma vida resolveu acontecer dentro de mim, sem marcar dia hora e local, ela simplesmente começou a viver. E isso é lindo, não importa o que as regras digam. Então engulam os preconceitos para si mesmos.

- Porque todo mundo tem uma opinião sobre tudo, e eu gosto de me guardar de algumas delas. Sinceramente não me importa o que acham ou deixa de achar. O que eu preciso agora é apoio, saber quem está comigo independente da situação. Claro que vou receber muitos conselhos, ouvir histórias de quem passou por isso, responder mil perguntas, mas o que eu tenho recebido de mais legal é o carinho e o cuidado de amigos que são também minha família.

Bom, acho que foi por isso que não contei pra todo mundo ainda. Todo mundo é muita gente. E esse tipo de notícia espalha rápido, então pensem bem como vão transmitir isso tudo que é tão especial pra mim.

E estou muito feliz com todos os tios malucos que me animam nas horas difíceis, mandam mensagens queridas, me tratam como uma lady, oferecem comidinhas, ficam deslumbrados e beijam minha barriguita.

4 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Pri!!!

Será que você ainda lembra de mim?? Bom, sou a Fernanda, da IELSA, amiga da Sueli.. Lembrou? Espero que sim!!!

Eu soube que tem neném aí dentro pela Glauce, cunhada da Su...

Posso falar a verdade??? Fiquei feliiiiiiiiiiiiiiiz!!! Muito feliz por você!!! Sério, de verdade...

Olha, que o Papai do Céu abençoe demais você, seu namorido e esse neném aí, que só Ele sabe se é um nenenzinho ou uma nenenzinha...

Independente do sexo, que vocês sejam felizes, muito muito de verdade...

Sei que a gente nunca conversou muito, que nunca fomos muito amigas, mas queria que você soubesse que estou contentíssima por vocês...

Beijokas!

fernandaa@gmail.com
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=12105886453085175508

Jamile disse...

Hi swettie!!!!

Eu te entendo perfeitamente!!!Essa historia de escolhas na vida e realmente algo q nos deixa confuso e ao mesmo tempo q e otimo poder escolher o q quer ou nao viver, as vezes e pessimo sentir q as consequencias sao de sua responsabilidade. Eu so quero lhe dizer q to muito orgulhosa de como vc vem levando tudo, e me sinto triste por nao estar vivenciando isso de perto. Acabei de chegar de Bermuda Island, e tive uma semana cansativa, apesar de estar no paraiso...mas mesmo nao sendo mae, eu te digo como e lindo ter criancas por perto. Eles te deixam maluca com tanta energia q tem, mas e tao fofo, qd no meio da multidao, qd eles se sentem perdidos olham p/ cima em busca d cruzar com os teus olhos, e sorriem qd isso acontece! Vc esquece toda a raiva da desobediencia de apertar todos os botoes do elevador no momento q o elevador fica cheio e eles se escondem dos estranhos no meio das tuas pernas...
Bem...eu preciso ir dormir...SO vim dizer q sei mt bem o q e querer trocar de lado com os babys, e q alguem segure tua mao e te diga por onde ir!
To aqui(mesmo longe) p/ o q precisar!
Bj grande!

Priscila Basile disse...

to contigo e não abro flor!

vc sabe, pro que der e vier!

não vejo a hora de te ver pra te dar um abraco e um bjo na sua barriga!!!

te amo!

●๋• Pikena Bia ●๋• disse...

beijar eu nao beijei ainda mas eu apoerto e fiko passando a mao na barriguinha...
espero q ele ja esteja acustumado cum a minha voz..pq com ou sem carro eu vo querer te ve sempre q der...

e o fato de ter medo de contar pra algumas pessoas deve ser normal neh Pri?!


axei legal vc falar q seus pais sao incriveis e q ensinam mtas coisas boas....


soh kero q vc seja feliz gata !
vc merece mto
Bjusss da Pikena